Ou você vive o agora ou ele te vive


Hoje eu desliguei o celular; comecei meu dia assim e eu aconselho que você faça o mesmo.

Esqueça de redes sociais, whatasapp, ligações, mensagens e até o queridinho tinder. Esqueça de relacionamentos falsos, de amigos virtuais, de conversas sem sentimento, de gente meio termo, de fotos que não te descrevem. Se desligue da tecnologia e olhe a sua volta, veja o que tem na esquina, no parque, no ônibus, no seu trabalho, na sua faculdade. Comece a olhar pra você.

Viva o agora! Quando estiver à caminho do trabalho, tire os fones de ouvido, observe as pessoas, os pássaros e o som dos carros. Sinta o vento batendo no seu rosto e veja o quão forte você pode respirar. Caminhe devagar, aprecie cada árvore, cada arquitetura, cada ponto que você passar. Pense. E continue esquecendo de uma vida baseada em "o que sou aqui". Não mude, não se diferencie do que é, não seja outro. Geralmente as redes sociais tendem a mudar nossa forma de ser. 

Encontre amigos, esqueça do celular quando estiver com eles. Sorria, se divirta e proporcione alegria às pessoas que você ama e tem por perto. 

Pense na seguinte situação: você caminha para o trabalho com os olhos vidrados na tela do celular, sem perceber o que está a sua frente, sem ver as pessoas, sem olhar nos olhos delas, sem sentir o cheiro delas. Bem... você pode ter acabado de passar pelo seu marido ou sua mulher, mas perdeu essa oportunidade de encontrá-lo mais cedo porque seus olhos não tiveram tempo para admirar a beleza do outro. Mas, se você estivesse olhando para frente, se cruzasse com a pessoa, olhasse em seus olhos e percebesse que tudo poderia mudar dali em diante. Você caminharia pelo mesmo lugar, no mesmo horário todos os dias para poder esbarrar nele, até o dia que vocês trocariam o número e ele, bom, ele faria questão de te ver todos os dias e estar sempre presente na sua vida, e isso não seria atrás do whatsapp ou de uma webcam.

Fico indignada de haver carregadores de celulares em baladas, de ver pessoas conectadas o tempo inteiro e, assim, nem olham para o próximo passo, no duplo sentido mesmo. 

Quando eu me via namorado, sempre tentava ao máximo ficar do lado dele, vê-lo, senti-lo, me divertir. Acho que peguei o celular pouquíssimas vezes quando ele estava comigo, apenas para resolver trabalhos da faculdade. Eu não iria deixar de aproveitar o tempo com quem eu amava, para ficar conectada. Eu não desperdiçaria um momento tão único por algo tão inútil. Quando estou com meus amigos, tento não me conectar. Sempre fazemos a brincadeira de que, quem pegar o celular primeiro, paga uma rodada de cerveja. Funciona.

Pare de procurar amores no tinder. Seu amor está ao seu lado te paparicando e te enchendo o saco. Seu amor é aquele amigo de anos que você nunca pensou que beijaria um dia, mas beijou. Seu amor não está na rede social, sua vida não é um perfil no Facebook, seus sonhos não vão transbordar em um Tumblr. 

As redes sociais nos conectam, mas também nos cega. Viva teu momento, antes que alguém viva por você.


Share:

0 comentários